GREVE DOS CAMINHONEIROS. O SEGURO COBRE AS PERDAS?

grevecaminhoneiros

De acordo com o Mercado Segurador, o Seguro de Responsabilidade Civil do Transportador (RCTR-C), de contratação obrigatória, não cobre os prejuízos provocados decorrentes de greves ou mesmo de locaute.

Mas apesar de perdas e danos decorrentes de greves serem riscos excluídos das apólices de seguros, é possível inclui-lo no Seguro de Transporte Nacional e Internacional (importação e exportação) através da cobertura adicional de riscos de greves, conforme Decreto Lei 73/66 e regulamentada pela Lei nº 61.867 de dezembro de 1967, são obrigatórias a contratação do RCTR-C pelo Transportador e o Seguro de TN por parte do embarcador.

Outra ressalva importante, é caso a cobertura adicional de riscos de greves seja contratada pelo embarcador (não transportador), a mesma garante a cobertura dos prejuízos, exclusivamente, às mercadorias decorrentes da greve, bem como, eventuais ataques nas rodovias por vândalos, quando incendeiam caminhões e roubam as cargas.

 Confiram algumas recomendações aos segurados:

  • Não transportar onde existem atos grevistas. Lembramos que não existe cobertura dentro do Seguro de Responsabilidade Civil do Transportador e no caso do embarcador deve existir a cobertura adicional contratada;

  • Mesmo com a cobertura adicional contratada pelo embarcador, informamos que “má conduta intencional do segurado” não tem cobertura;

Recomendações de gerenciamento de risco:

  • Programação: as saídas dos veículos de carga devem ter a programação de horários e rotas para tráfego diurno e evitar a região afetada pela paralisação. Na impossibilidade de evitar a região, procurar por locais seguros (pátio de transportadores e postos homologados) para paradas e/ou pernoites e aguardar normalização;

  • briefing: antes da saída para uma viagem, além dos itens de segurança do caminhão, também podem ser checados os sensores, atuadores e outros atributos que auxiliam o gerenciamento de risco. Também deve-se repassar as informações da viagem junto ao motorista, enfatizando a necessidade de cumprimento do PGR;

  • rastreamento e monitoramento: dar preferência para veículos que possuam segunda tecnologia. É importante para que o gerenciamento de risco não seja prejudicado caso o veículo tenha problemas por conta dos protestos.

CONHEÇAM OS TIPOS DE SEGUROS OBRIGATÓRIOS USADOS EM VIAS TERRESTRE, AÉREA E MARÍTIMA.

seguro-de-transportes

Muita gente só lembra dos seguros obrigatórios no momento de realizar o pagamento ou quando um acidente acontece. E o Seguro DPVAT é um deles! Os seguros obrigatórios auxiliam em momentos complicados e inesperados, seja na terra, no mar ou no ar. Saibam mais:

Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de via Terrestre (DPVAT)

Foi criado em 1974 e é um seguro pago pelos proprietários de veículos do Brasil e tem como finalidade amparar as vítimas de acidentes de trânsito em todo o território nacional, independentemente da apuração de culpados, através das coberturas por morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médico-hospitalares. Para saber mais sobre ele, acesse o site da Seguradora Líder clicando aqui.

Seguro Carta Verde

O Seguro Carta Verde é um seguro obrigatório para automóveis quando em viagem para países do Mercosul e cobre responsabilidade civil por danos pessoais e materiais causados a terceiros não transportados pelos veículos. Muita gente confunde este seguro com o DPVAT, mas a Carta Verde é um seguro de responsabilidade civil, enquanto o DPVAT é um seguro de caráter social para indenizar vítimas de acidentes de trânsito, independentemente do responsável.

Outra informação bem importante é que ele deve ser pago antes mesmo do início da sua vigência, em data previamente acordada entre o proprietário do veículo e a seguradora de escolha.

Seguro de Responsabilidade Civil dos Transportadores

Os passageiros de um ônibus, por exemplo, contam com a cobertura do Seguro DPVAT, além de contarem com o chamado Seguro de Responsabilidade Civil dos Transportadores. Criado em 1998, ele tem como objetivo indenizar as vítimas de acidentes no transporte coletivo interestadual e internacional de passageiros, sem prejuízo da cobertura do Seguro DPVAT e seu custo está discriminado nas respectivas apólices das empresas operadoras dos serviços. Uma informação bem bacana a respeito dele é que a sua garantia vigora durante todo o desenrolar da viagem, iniciando-se no embarque do passageiro no veículo e permanecendo durante todo o seu deslocamento pelas vias urbanas e rodovias.

Seguro Aeronáutico

Ao entrar em um avião, você já pensou que também está protegido? É o que acontece com o Seguro Aeronáutico, que oferece proteção contra os riscos do transporte aéreo, tais como danos ao casco do avião, reembolso de despesas ocorridas devido à acidentes e a chamada “responsabilidade civil” sobre passageiros, carga, tripulação, pessoas e bens no solo. Sua contratação é de responsabilidade das empresas aeronáuticas.

 

Seguro de Danos Pessoais de Embarcações ou suas Cargas (DPEM)

No mar, o seguro obrigatório é o DPEM, que tem por finalidade dar cobertura de vida e acidentes pessoais a pessoas, transportadas ou não em acidentes decorrentes de embarcações ou suas cargas, sem importar que a embarcação esteja ou não em operação. Assim como o Seguro DPVAT, o DPEM conta com três coberturas: morte, invalidez e despesas médicas. É importante lembrarmos que, desde o primeiro semestre de 2017, o Seguro não é mais comercializado pelo mercado.

SINEC PARTICIPA DE AÇÕES DO MAIO AMARELO

WhatsApp Image 2018-05-14 at 09.55.05

Em parceria com o Projeto Vida no Trânsito, o SINEC participou, na última semana, da ação social no Hospital Walfredo Gurgel. O evento faz parte do Movimento Maio Amarelo, desenvolvido por órgãos governamentais e não governamentais, no sentido de sensibilizar a população para o exercício de posturas que propiciem um trânsito cada vez mais seguro.

De acordo com Andréa Araújo, secretária executiva do SINEC RN, o Hospital Walfredo Gurgel foi contemplado pela ação social por ser referência nas demandas relacionadas às vítimas de acidentes de trânsito no Estado. Na ocasião, foram desenvolvidas atividades de prevenção aos acidentes de trânsito, palestra sobre Lei Seca, participação do Teatro Arte Interativa, grupos de motociclistas e distribuição de folders e cartilhas.

“Queremos chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito, e através destas ações sociais estamos buscando transformar vítimas e familiares em disseminadores da cultura de paz no trânsito”, enfatizou Andréa Araújo.

Também participaram da ação: DETRAN-RN, DENIT, Associação dos Motociclistas e SESAP-RN.

 WhatsApp Image 2018-05-14 at 09.55.06

OUTRAS AÇÕES

 

Também ocorrerá de maneira integrada com outras instituições, a realização de um passeio ciclístico com data programada para 21 deste mês. O momento vai lembrar a comemoração do Dia Nacional da Paz no Trânsito. Outra ação também de relevância vai ser o comando educativo intitulado “Mamãe ao Volante”, que terá como foco principal as ações de conscientização de segurança no trânsito direcionadas as mulheres condutoras de veículos. A ação pretende também homenagear as mães que fazem parte do trânsito da capital, sejam elas pedestres ou condutoras de veículos.

MOVIMENTO POTIGUAR ADERE AO MAIO AMARELO PELA REDUÇÃO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO

maioamarelo20162

O Departamento Estadual de Trânsito do RN – Detran-RN começou a desenvolver diversas atividades educativas durante todo o mês de maio, a fim de ressaltar a importância do movimento mundial pela redução de acidentes de trânsito denominado Maio Amarelo. Ao longo do mês serão levadas palestras, blitz educativas e workshops para as principais cidades do Rio Grande do Norte. A intenção é trabalhar junto ao cidadão atitudes conscientes de respeito e segurança no tráfego.

O trabalho educativo desenvolvido pelo Detran vai atuar integrado com outras instituições que têm a responsabilidade de zelar e promover a construção de um trânsito mais humano e sem violência, que fazem parte do projeto Vida no Trânsito. Estarão juntos com o Detran a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana de Natal (STTU), a Secretaria de Saúde Pública do RN (Sesap), as polícias Militar e Rodoviária Federal, o Corpo de Bombeiros, UFRN e o Itep.

As ações do Detran vão contemplar os municípios de Natal, São Paulo do Potengi, Macau, Mossoró, Pau dos Ferros, Santa Cruz, Assú, Nísia Floresta, Parnamirim, Currais Novos, Caicó, Touros e outros. As medidas educativas vão contar com o auxílio da trupe de teatro do Órgão, que trabalha difundindo informações por meio de música e encenações. Também serão distribuídos folders informativos e centenas de laços amarelos, símbolo da campanha. Já as blitzen educativas vão acontecer nas ruas e nos bares de maior movimento das cidades visitadas.

De maneira integrada com as demais instituições, será organizado um passeio ciclístico com data programada para 21 deste mês. O momento vai lembrar a comemoração do Dia Nacional da Paz no Trânsito. Outra ação também de relevância vai ser o comando educativo intitulado “Mamãe ao Volante”, que terá como foco principal as ações de conscientização de segurança no trânsito direcionadas as mulheres condutoras de veículos. A ação pretende também homenagear as mães que fazem parte do trânsito da capital, sejam elas pedestres ou condutoras de veículos.

MAIO AMARELO

O Movimento Maio Amarelo nasceu com a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. Seu objetivo é contribuir para a diminuição desses índices. O símbolo do movimento é um laço na cor amarela, que ressalta a segurança no trânsito como questão de saúde pública.